Ventiladores como escolher?

 em Uncategorized

O Brasil é reconhecidamente um país tropical e, durante a maior parte do ano o calor predomina como principal sensação térmica. Sendo assim, estamos sempre em busca de alternativas para nos refrescar. Na maioria das residências e escritórios, onde não é viável a instalação de ar-condicionado por falta de espaço, leis de condomínio ou outros motivos, acaba-se optando pelo ventilador. Contudo, é válido apontarmos alguns fatores que determinarão o funcionamento eficaz do aparelho.

O mercado atual disponibiliza inúmeros modelos de ventiladores. Você pode escolher entre a versão de teto, parede, mesa, chão ou portátil. Cada um deles possuem características diferentes, mas a principal diferença é o alcance e direção do vento.
Por exemplo:

  • Ventilador de TETO tem um alcance de 15 m² a 25 m², espalha a brisa por todo o ambiente, ou seja, deixa o local com uma ventilação uniforme.
  • Já os de PAREDE tem um alcance maior podendo chegar até a 50 m²,
    mas sua ventilação não é uniforme, ela se concentra em um ângulo de 90º
    de rotação do aparelho.
  • Os modelos de MESA, CHÃO ou PORTÁTEIS seguem a mesma linha
    dos de parede, no entanto seu alcance é mais limitado chega a no máximo
    12 m² e geralmente são indicados para uso individual.

Como escolher o ventilador ideal?
O design e motor são fatores decisivos na hora da escolha. Como o ventilador vai se tornar parte da decoração é importante que seu designe siga a mesma linha do ambiente, onde será instalado. Quanto ao motor, os importados gastam bem menos energia e tem muito mais potência que os nacionais. Por exemplo, um ventilador de modelo importado gasta 65 watts já os nacionais podem chegar a 127watts por hora.

Outro fator é o número de pás do aparelho, quanto maior o número, maior é a capacidade de espalhar o vento. A velocidade de rotação também deve ser levada em conta, tanto pelo ruído quanto pelo conforto. Se as pás giram muito rápido, o vento acaba virando um jato, o que apesar de refrescar pode também incomodar.

Manutenção

É indicado que nos modelos nacionais a manutenção seja feita a cada ano e meio, já para os importados a manutenção pode ser feita a cada três anos. O mais importante é sempre estar atento aos parafusos e balanceamento do aparelho, se ele não estiver equilibrado corretamente poderá balançar, fazer barulho e nos casos de modelos com lâmpadas pode até danificá-las.

Dicas

  • Os ventiladores devem estar sempre fora do alcance de crianças. Nesse caso,
    ventiladores de teto são mais seguros.
  • Nos ventiladores de teto, a chave liga-desliga deve estar, preferencialmente,
    junto ao interruptor de luz do ambiente, para que o usuário se lembre de
    desligá-lo ao sair.
  • Para ventiladores que ficarão em quartos, deve-se pesquisar os mais
    silenciosos.
  • Para espaços restritos, ventiladores na parede são boas opções, pois não
    ocupam espaço em cima dos móveis da casa.
  • Para limpar, mantenha seu aparelho desligado e retire o plugue da tomada. Utilize apenas um pano úmido com água ou sabão neutro.
  • É importar certificar, junto ao vendedor, sobre a força do vento, pois cada
    produto possui um limite de m² para alcance.
  • O produto deve apresentar o selo do INMETRO.

A HELPCASA, está há mais de 10 anos no mercado de instalação de materiais elétricos e iluminação, sempre atualizada nas novidades e principalmente priorizando a qualidade nos produtos e o atendimento personalizado a cada cliente!

Fonte: Eletrotrafo
12/04/2019

Postagens Recentes

Deixe um Comentário